Galaxy Gear S, Sony Smartwatch 3, Moto 360, LG G Watch R, Azus Zen, iWatch – Comparativo

Empresas apostam nos relógios inteligentes, iWatch da Apple vem para incomodar a concorrencia. Asus, LG, Samsung e Sony, quatro dos principais fabricantes de eletrônicos do mundo, escolheram a feira alemã para mostrar suas apostas. A Motorola apresentou seu modelo em um evento próprio, em Chicago, nos EUA.
Lançamentos no setor vêm sendo feitos desde o ano passado, mas é a primeira vez que tantas companhias resolvem fazer anúncios quase simultaneamente.
A sombra da Apple, que deve revelar hoje o seu primeiro relógio inteligente, assusta. Nas últimas vezes em que a companhia americana entrou em segmentos mal explorados pela concorrência, ela teve muito sucesso –o iPhone e o iPad ainda causam pesadelos nos rivais.
A ideia, portanto, é estar no segmento de relógios eletrônicos antes do suposto iWatch da Apple.
A consultoria IDC estima que 19 milhões de computadores vestíveis (dispositivos que tomam a forma de roupas e acessórios de vestimenta) serão vendidos neste ano –relógios serão grande fatia desse montante.
Para 2018, o IDC estima que o número de vendas de vestíveis será de 112 milhões de unidades. Para comparação, o mercado de tablets será de 245 milhões de unidades neste ano, também segundo a empresa.
Em rápido teste, uma de suas alardeadas funções, a capacidade de medir batimentos cardíacos, mostrou funcionamento precário –isso é comum com todo sensor ótico para esse fim, o que não torna as repetidas falhas menos frustrantes.
Também na quinta-feira (4), a taiwanesa Asus apresentou seu “smartwatch”, o ZenWatch, que será vendido por € 199 (cerca de R$ 580), mas não tem previsão de chegada no Brasil.
LG e Samsung também têm dispositivos concorrentes, e acredita-se que a Apple vá apresentar o que vem sendo chamado de iWatch durante o evento que realizará na terça-feira que vem (9), quando devem ser apresentados também novos iPhones.
relogios-smartwatch
 
Lançamento do Gear S, da Samsung, na IFA 2014. FOTO: Hannibal Hanschke/Reuters
Mal começou a IFA, a maior feira de eletrônicos da Europa, e as fabricantes já correm para mostrar suas novidades. Dois dias antes da abertura hoje, várias marcas já apresentaram uma porção de produtos.
O momento é claramente dos smartwatches, ou relógios inteligentes. Toda marca de smartphone que se preza parece estar trazendo um dispositivo de pulso para o mercado. Um grande empurrão foi dado na nova categoria em março quando o Google anunciou o Android Wear, sistema operacional para dispositivos de colocar no corpo.
Reuni alguns dos modelos que foram apresentados nesses três dias de IFA. Comparado a lançamentos anteriores de relógios inteligentes, alguns destas mesmas empresas, nota-se uma preocupação maior com a estética e a ausência de câmera (que vinha, por exemplo, no Galaxy Gear, da Samsung, lançado ano passado). Parece que há uma preocupação em deixar o relógio ser mais relógio e menos smartphone (de qualquer forma, boa parte dos recursos desses dispositivos precisa de um celular “matriz” por perto).
Em tempo: nesta quinta, a Motorola apresentou seu esperado moto 360; na próxima terça, espera-se que a Apple anuncie seu primeiro relógio, apelidado de “iWatch”.
Sony Smartwatch 3
Visual jovem e esportivo, vem com várias opções de cor de pulseira. Android Wear
Preço sugerido na Europa: US$ 300
Sony Smartband Talk
Estritamente, uma pulseira de fitness, mas como mostra as horas e recebe ligações do celular, está valendo. Tela de e-ink, que lembra papel (mesma tecnologia usada em e-readers). Android Wear.
Preço sugerido na Europa: US$ 206
Samsung Gear S
Com tela de OLED de 2 polegadas, o aparelho da Samsung roda no sistema Tizen, que já tem mais de mil aplicativos próprios.
Preço sugerido na Europa: US$ 388
Asus Zenwatch
Inoxidável e com pulseira de couro, relógio traz um visual clássico, de modelo da Technos. Tem 4GB de armazenamento. Android Wear.
Preço sugerido na Europa: US$ 260
LG G WATCH R
Com cara de relógio da Tag Heuer, o modelo da LG tem processador de 1,2 GHz e promete resistência à água e poeira. Sem GPS. Permite acessar Google Now por voz. Android Wear.
Preço sugerido na Europa: US$ 229
O relógio inteligente da Apple, chamado provisoriamente de iWatch, está envolto em vários mistérios — e um novo acaba de ser adicionado à lista. De acordo com a Business Insider, a informação mais quente sobre o produto é que ele terá uma bateria de duração extremamente baixa.
“Pessoas que conversaram com a Apple sobre o relógio disseram que os funcionários da empresa estão com baixas expectativas [em relação à bateria]”, diz a reportagem. A crítica em relação à duração da carga é frequente nos smartwatches já lançados e, pelo jeito, com o iWatch isso não deve ser diferente.
moto-360-desbloquear iwatch-problema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *