Parceria coloca Netflix dentro do decodificador da Net, como funciona esse acordo

A nova parceria entre a Net para a distribuição do Netflix anunciada esta semana tem alguns detalhes importantes que apontam para uma estratégia mais ampla da maior operadora de cabo do país.

Segundo informações apuradas por este noticiário, uma novidade significativa é que o conteúdo Netflix chega ao set-top da Net por IP, utilizando-se de um modem de banda larga interno da caixa. Ou seja, o sinal não utiliza a rede QAM pela qual os demais sinais da Net (inclusive do Now) são distribuídos. Isso significa também que o acesso ao Netflix pela Net não fica limitado à velocidade da banda larga do assinante, como acontece com as TVs conectadas ou com outros dispositivos de acesso que o usuário tenha.

De fato, a resposta no acesso via set-top é quase instantânea, e a Net tem a expectativa, já apontada no período de testes, de que o bitrate alcançado para o streaming, inclusive 4K, sejam significativamente mais altas do que a experiência de acesso pela banda larga. A Net tem algumas cidades em que o Now é totalmente IP, mas são casos isolados de cidades pequenas.  A tendência tecnológica, contudo, é que a distribuição por IP seja cada vez mais comum para a distribuição de conteúdos aos assinantes. E a caixa da Net seria uma espécie de hub destes conteúdos na distribuição fixa.

Na mesma área de “apps” do set-top da Net onde é possível acessar os serviços do Netflix entrarão, no futuro, “apps” de outros provedores, do Youtube a canais pagos que têm plataformas on-demand, como HBO. Isso porque há acervos que estão disponíveis nestas plataformas mas que não podem ser incluídos, por questões contratuais, na biblioteca do Now.

Hoje o serviço do Netflix está disponível apenas para a ainda pequena base de clientes com o pacote 4K, mas a tendência, feitos alguns ajustes técnicos e negociais, é que o Netflix também entre nas caixas HD.


O modelo que tem orientado a Net na sua estratégia de incluir conteúdos não-lineares como o Netflix em sua plataforma é o mesmo da Comcast. E neste sentido há uma segunda etapa da parceria, que será a integração dos metadados do Netflix aos metadados da Net. Com isso, será possível pesquisar todo o conteúdo disponível nos canais Net, no Now e no Netflix a partir de um único ponto, e acessar diretamente este conteúdo.

O Netflix exige o controle sobre o aplicativo, por isso a caixa da Net funciona muito como uma caixa conectada, rodando o app desenvolvido pela prestadora OTT. O fato de ter sido colocado um canal dedicado ao Netflix (680) visa dar uma comodidade ao assinante e contornar a exigência contratual do Netflix e outros provedores OTT de grande porte de um botão dedicado no controle remoto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *