Brasil paga o maior imposto global em banda larga fixa e um dos mais altos em telefonia móvel, veja ranking

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) confirmou que o Brasil ocupa o primeiro lugar na arrecadação de telefonia móvel e de tarifas fixas de banda larga no mundo.

A Anatel publicou um estudo produzido por seu parecer técnico sobre a carga tributária dos serviços de telefonia móvel (voz) e de banda larga fixa, com base nos indicadores utilizados pela União Internacional de Telecomunicações (UIT).

Entre os 174 países pesquisados ​​em banda larga fixa, o Brasil tem a maior carga tributária incluída em 40% e, na telefonia móvel, é a quarta maior também, com 40%.

Em banda larga fixa depois do Brasil, os países com os maiores impostos são: Sudão (35%)

Zâmbia (34%) e Tanzânia (33%).

Na telefonia móvel, os três primeiros lugares são ocupados pelo Sri Lanka (50%), Jordânia (46%) e Turquia (43%).

Impostos no mundo

De acordo com os dados, mais da metade dos países têm uma carga tributária menor ou igual a 20%. No caso da banda larga fixa, há 140 países de um total de 174 respondentes.


Na telefonia móvel, o número é um pouco menor; no entanto, é amplamente prevalente: 116 países têm um imposto igual ou inferior a 20%.

O estudo também aponta para a oscilação nos valores dos serviços de TIC medidos pela UIT ano após ano.

A agência indica que vários fatores podem ser listados para explicar tais oscilações. Como é o caso de um movimento de recomposição de preços da banda larga móvel, ocorrido entre 2015 e 2017, cujo valor saltou para 50 reais por 1 GB de Internet, contra 21,12 reais em 2015, considerando o preço em paridade com o poder de compra da população (PPP)

Para os técnicos que elaboraram este estudo, esse aumento pode ser atribuído ao aumento da taxa de câmbio e à retração econômica.

O Brasil está entre os dez maiores mercados de banda larga e telefonia do mundo, o quinto em telefonia móvel e o sexto em banda larga fixa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *